Brasil

Suspeito de estuprar e matar menina de 10 anos é retirado de delegacia à força e assassinado

Foto: Reprodução

A Polícia Civil do Amazonas criará uma força-tarefa para tentar identificar e prender um grupo de pessoas que invadiu uma delegacia na cidade de Fonte Boa, a 800 km de Manaus, nessa sexta-feira (17). Na ação, populares retiraram da delegacia, à força, um suspeito de estuprar e matar uma menina de 10 anos. Na sequência, o assassinaram e esquartejaram.

Vídeos e fotos compartilhados nas redes sociais mostram parte da confusão. O suspeito de 28 anos foi agredido, esquartejado e queimado em uma fogueira no meio da rua. A delegacia ficou depredada, três viaturas foram destruídas e duas pessoas foram baleadas pela PM (Polícia Militar).

Depois da invasão e do assassinato do homem, um reforço de 30 policiais foi enviado à cidade para ajudar nas investigações do caso. No momento em que tudo ocorreu, a delegacia da cidade tinha um efetivo de três policiais civis e 15 policiais militares.

Criança estuprada e morta

A mulher do suspeito foi a responsável por encontrar o corpo da criança de 10 anos. A menina fazia bolos com o casal e o agressor teria oferecido R$ 40 para que ela fizesse sexo com ele. A garota negou a proposta e tentou fugir. No entanto, foi violentada e morta. Depois de cometar o crime, o homem escondeu o corpo dela debaixo de uma cama e a esposa dele o encontrou.

Continua após a publicidade

A menina teria levado um golpe conhecido como “mata-leão” e o suspeito ainda usou uma corda para enforcá-la. O crime ocorreu na tarde da quinta-feira (16) e o homem foi preso depois que a esposa dele acionou a polícia.

No dia seguinte, enquanto o corpo da garota era velado, o grupo invadiu a delegacia e o retirou do local à força. Agora, as autoridades buscam identificar os integrantes que invadiram a delegacia e assassinaram o homem.

 

Continua após a publicidade
Compartilhe
Tags:
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros