Bambuí

Morre aos 60 anos o bambuiense Rui Chaves, radialista da Itatiaia

Foto: Reprodução

Morreu na noite desta segunda-feira (20) o apresentador da rádio Itatiaia Rui Chaves, aos 60 anos de idade. Segundo informações, ele trabalhou normalmente durante o dia, passou mal e veio a óbito.

O radialista iria completar 30 anos de emissora em outubro deste ano. Ele era considerado a "voz padrão" da rádio, pois era o responsável pela locução das vinhetas dos programas.

Rui Chaves era natural de Bambuí e deixa esposa e 3 filhas. Segundo informações, o pai dele foi expedicionário na segunda guerra mundial e lutou na Itália. O pai dele era conhecido como Juca Chaves. 

"Por quase três décadas, Rui Chaves foi a voz da Itatiaia na ancoragem, noticiários e locuções. Para a equipe da Rádio de Minas, o radialista foi também um mestre e professor da profissão, nos guiando e moldando ao que hoje acreditamos ser nosso melhor. Nossos corações estão partidos!", publicou a emissora.

Rui morreu no dia em que a Itatiaia completa 68 anos de fundação. Em agosto do ano passado, ele teve problemas de saúde, precisou passar por processo cirúrgico e ficou internado. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Olá amigos. Volto aqui neste espaço democrático, para fazer um agradecimento às minhas filhas, minha esposa e meus queridos irmãos, Zezé e Letícia. Eu não pude presenciar nada, como estava. Mas, pelos laços de família, sei que todos sofreram muito. Gente, é muita dor, você ali, vendo seu pai prestes a embarcar numa viagem cujo destino é totalmente desconhecido, ele está pertinho mas vc não pode dar uma palavrinha sequer com ele. Aquela pessoa querida, que há pouco estava brincando, brigando, rindo e chingando. Estava quente do seu lado e agora está gelado. Aquela pessoa, agora não pode ouvir seu último adeus, sua despedida. Oh minha gente, é a pior das sensações do mundo. Mas aí, entram a fé, a esperança, um médico, auxiliado por uma equipe iluminada por Deus, abre o coração do cara, que já estava quase todo do lado de lá. Movido por um conhecimento, uma coragem e ao mesmo tempo, uma frieza profunda, consegue novamente dar vida aquele ser, fragilizado ao extremo. Ao final, diz “agora só nos resta aguardar”. Como num processo de recriação, ele fica ali, por 2 dias. Ventilação mecânica, aguardando a aprovação do pai, do criador. Até que derepente um suspiro, um balbuciar, um devaneio. O “quase” estava voltando a vida. Era apenas um lampejo. Muita coisa ainda poderia dar errado. Sequelas, a voz começa a dar sinais e ele balbucia alguns sons. Enfim, a criatura está reagindo. Logo já conversa, a voz ainda não é boa, mas compreensível. Meu Deus, de novo o milagre da vida (não gosto de ficar contando, mas não dizem que felino tem 7 vidas?). É isto minha gente. Agradeço de coração a fé e o amor das minhas filhas. O amor ( do jeito dela) da minha esposa @aninhaschaves7, dos queridos irmãos, Letícia e Zezé. Da equipe maravilhosa do Dr Luciano Matar, enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas, o pessoal da rádio Itatiaia e a cada 1 que, aqui nas redes sociais (mais de 10 mil) torceram muito por mim. Eu agora estou aqui, quase pronto e digo que a minha vida pertence a vocês. Muito obrigado por tudo. Vida longa e próspera. Saúde e paz!!!

Uma publicação compartilhada por Rui Chaves (@rui.chaves) em

Ainda não há informações sobre seu sepultamento e velório.

Compartilhe
Tags:
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros