Serra da Saudade

Família que testou positivo para Covid-19 em Serra da Saudade está curada, diz Secretaria de Saúde

Foto: Anna Lúcia Silva

A família que testou positivo para a Covid-19 em Serra da Saudade já está curada, segundo informações da Secretaria de Saúde do município. Os quatro permaneceram assintomáticos e em isolamento domiciliar desde o dia 20 de julho, quando realizaram o teste rápido para detecção do coronavírus.

 

Primeiros casos de coronavírus

 

Serra da Saudade é o município menos populoso do país desde 2013, com 781 habitantes, conforme dados de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Estes quatro casos foram os primeiros registros da Covid-19 na cidade.

 

"Passado o tempo de 14 dias preconizado pelo Ministério da Saúde quanto a quarentena, a família está curada e segue bem de saúde. Inclusive, no período em que estiveram com o vírus não manifestaram sintomas. Neste momento não temos mais nenhum caso de coronavírus na cidade", destacou o secretário de Saúde Amarildo Fernandes.

 

A família que testou positivo é formada por um casal de aposentados, a filha deles e um neto. As idades dos pacientes não foram informadas à reportagem. Outras suspeitas da doença já tinham sido descartadas anteriormente.

Conforme o secretário de Saúde, no dia 19 julho a equipe da pasta tomou conhecimento de que uma das filhas do casal de idosos, que mora em Dores do Indaiá, foi a Serra da Saudade e após a visita ela testou positivo para o novo coronavírus e acabou contaminando a família.

 

"De imediato enviamos uma pessoa da nossa unidade de saúde na casa da família para realizar o teste. Para a nossa surpresa os quatro que moram na mesma casa testaram positivo. Não me recordo das idades ao certo, mas são dois idosos, um jovem de cerca de 25 anos, que é o neto, e uma filha do casal, de cerca de 40 anos", contou Amarildo na ocasião em que os testes foram realizados.

 

Amarildo não soube informar à reportagem quando a filha do casal, moradora de Dores do Indaiá, descobriu ter o vírus. Entretanto, o secretário afirmou que a família em Serra da Saudade não teve contato com outros moradores desde a visita da filha, mesmo durante o período em que ela não sabia que estava com o coronavírus.

 

Coronavírus

 

 

Na cidade, a praça central é o ponto de encontro da população. Por lá, antes da pandemia, era comum ver pequenos grupos aglomerados em rodas de conversas durante o dia.

No entanto, desde março quando o vírus começou a fazer vítimas por todo país, quatro notificações de casos suspeitos da Covid-19 foram registradas na cidade. Todas as notificações foram descartadas pela Secretaria de Saúde, mas o susto deixou a cidade ainda mais deserta. Diante da cobrança incisiva das autoridades sanitárias, os moradores estão cada vez mais reclusos.

 

Medidas de prevenção

 

Em Serra da Saudade, a ausência de estabelecimentos comerciais é uma realidade constante. Os remédios são vendidos nos armazéns porque na cidade não existe farmácia. Só existem dois mercados para compras e, além deles, uma pequena loja de roupas.

O transporte coletivo dentro da cidade não é necessário, pois o município conta com apenas cinco ruas. O transporte intermunicipal também não é um serviço prestado à população. Tudo isso faz com que seja baixa a passagem de pessoas por Serra da Saudade.

Ainda assim, duas barreiras sanitárias funcionam diariamente com distribuição de álcool, máscaras e aferição de temperatura das pessoas que entram na cidade. A Prefeitura também colocou nas ruas dois fiscais que estão por conta de orientar e chamar atenção de quem estiver sem a máscara de proteção.

 

"Estamos com todas essas medidas e não estamos proibindo ninguém de entrar na cidade, desde que não estejam apresentando febre e outros sintomas", destacou Amarildo.

 

Com apenas uma unidade de saúde para atender todos os habitantes, em caso de urgência a porta de entrada fica a cerca de 45 km, no município de Dores do Indaiá. De lá são definidos os leitos hospitalares para destinar os pacientes mais graves.

100%

Serra da Saudade é o menor município do Brasil desde 2013 — Foto: Anna Lúcia Silva / G1

Compartilhe
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros