Minas Gerais

Avó é presa após envenenar comida do próprio neto em MG

Uma mulher de 54 anos foi presa, nessa terça-feira (15), no bairro Boa Vista, em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte, após envenenar a comida do neto, de 19 anos. Conforme o registro de ocorrência, a avó disse que tomou a atitude por não concordar com o envolvimento do jovem com o crime na região. A Polícia Civil investiga o caso.

O rapaz chegou para almoçar na casa da avó, quando ela lhe ofereceu uma marmita. Logo após a refeição, o jovem começou a passar mal, pediu a ajuda de uma vizinha, e foi levado para o Hospital Municipal de Ibirité. A Polícia Militar foi acionada e a suspeita da tentativa de homicídio foi localizada. Ela relatou aos militares que envenenou o neto por não concordar com as práticas do jovem no crime, como roubos e furtos.

Segundo o depoimento da mulher, o rapaz ainda usou o telefone dela para se comunicar com outros criminosos, o que não a agradou. Eles começaram a discutir e ele chegou a dar um tapa no rosto da avó. Para se vingar, a mulher colocou o chumbinho misturado no marmitex.

Os policias fizeram buscas na casa da suspeita e encontraram um frasco contendo substância semelhante ao chumbinho. A avó foi conduzida para a delegacia de Betim e presa em flagrante. Já o rapaz recebeu atendimento médico.

De acordo com nota enviada pela Polícia Civil (leia abaixo na íntegra), a suspeita foi ouvida na “Delegacia de Plantão em Betim, nesta terça-feira (15/6), e ela negou os fatos”. Sem elementos suficientes para ratificar a prisão em flagrante “ela foi liberada”. A investigação segue em andamento na Delegacia de Polícia Civil de Ibirité.

Nota da Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) ouviu a suspeita, de 54 anos, na Delegacia de Plantão em Betim, nesta terça-feira (15/6), e ela negou os fatos. No momento que foi conduzida, não havia elementos suficientes para a autoridade policial ratificar a prisão em flagrante dela, e ela foi liberada. O material apreendido será submetido a exames periciais, e a investigação segue em andamento na Delegacia de Polícia Civil de Ibirité”.

Compartilhe
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros

>