Jovem que foi estuprada durante anos pelo pai e teve filho com ele contrata advogado para tir-lo da cadeia

Por G1 Publicada em 13/09/2018 灣 00:01:02 e atualizada em 13/09/2018 灣 00:09:49
Foto: Reprodu鈬o

A mulher que foi estuprada durante anos pelo próprio pai - e chegou a engravidar duas vezes - contratou um advogado para defendê-lo e tirá-lo da cadeia. O homem está preso preventivamente desde a segunda-feira (10) no Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP).

Segundo a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que está responsável pelo caso, a mulher, hoje com 27 anos, estava abrigada em uma casa mantida pela prefeitura para vítimas de estupros, mas resolveu deixar o local para procurar um advogado para o pai assim que soube da prisão.

A vítima disse à Polícia Civil que começou a ser estuprada quando tinha sete anos. Os abusos aconteciam com frequência, na casa onde mora com o pai, a mãe, dois irmãos e uma irmã. No depoimento, a jovem afirmou que, a partir dos 15 anos, passou a manter relações sexuais com o pai de forma consentida.

Uma das investigadoras que cuidam do caso afirmou que a vítima só procurou a delegacia após ser aconselhada por uma amiga.

Depoimento e prisão
Ao ser preso, o homem negou que tenha abusado da filha quando criança. Ele disse que as relações sexuais começaram quando ela tinha 15 anos, e aconteciam de forma consentida - versão confirmada pela vítima.

O caso só foi revelado à família no ano passado, quando a jovem contou à mãe que o pai abusava dela e que era o progenitor do seu filho.

Ao saber do caso, a irmã mais nova da vítima afirmou que também sofreu tentativa de estupro do pai e que testemunhou os abusos.

O homem deve permanecer preso por 30 dias, até que o inquérito seja analisado por um juiz.

A DDM afirmou que as vítimas estão passando por atendimento psicológico.