Bullying

Menininha de 6 anos é hospitalizada após sofrer 'bullying' na escola

Foto: Reprodução/Facebook

A imagem de uma garotinha de apenas 6 anos hospitalizada após sofrer bullying viralizou ao chocar a internet. A mãe da criança decidiu publicar a foto para conscientizar as pessoas e incentivar que outros casos semelhantes sejam denunciados. Após centenas de milhares de compartilhamentos, a publicação ganhou tanto força que foi criado um grupo para enfrentar esse tipo de ataque nas escolas.

O caso ocorreu em Tiverton, no Reino Unido. Carrie Colledge foi a responsável pela publicação, que contém forte relato sobre o que a pequena Sophia passou. A mãe conta que a menina tinha constantes dores fortes no estômago, e começou a vomitar com frequência e perder peso. Logo após os primeiros dias de aula, a pequena chegou em casa e começou a chorar e tremer. No relato, a mãe diz: “Esta é a minha filha, que deixou de comer, chora até ir dormir e sentiu-se mal 20 vezes numa só noite”.

Na postagem, Golledge conta que filha foi vítima da “melhor amiga”. Mesmo com sinais de claros de ataques frequentes, a mãe diz que a escola nunca atuou e “acusaram a menina de inventar histórias”, dizendo que crianças com esta idade têm costume de ter atitudes assim.

Ao final do texto, a mãe explica que trocou a criança de escola e que a publicação foi feita para que mais casos como este sejam denunciados. Em uma semana, a postagem já teve 250 mil curtidas e 300 mil compartilhamentos.

Nos comentários, internautas apoiam a atitude da mãe e desejam melhoras à Sophia. “Sinto muito por ver isso Carrie, espero que ela encontre bons novos amigos”, disse uma mulher. “Pobre garotinha! A escola deve ser denunciada”, escreveu outra pessoa. “Eu ainda me lembro de como ela estava feliz e cheia de energia quando eu conheci vocês… espero que ela melhore logo!”, disse uma conhecida da família.

Após a grande repercussão, Golledge agradeceu o apoio das pessoas e informou sobre a criação de uma página no Facebook para enfrentar o bullying. Nela, a mãe compartilha histórias da filha e de outras pessoas que passam ou passaram por situações semelhantes.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV