Economia

Salário mínimo em 2019 será de R$ 998; reajuste decretado por Bolsonaro é o 2º menor desde Plano Real

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em edição extra do Diário Oficial da União desta terça-feira (1), o presidente empossado, Jair Bolsonaro (PSL), definiu o valor do salário mínimo para 2019: R$ 998. O reajuste é menor do que o previsto pelo antecessor, Michel Temer (MDB), e o segundo mais baixo desde o Plano Real. 

O orçamento da União, definido pela equipe econômica de Temer, previa um salário mínimo de R$ 1.006 para 2019. A projeção foi enviada ao Congresso em agosto. O cálculo para definir o reajuste é feito a partir da variação da inflação do ano anterior e do PIB (Produto Interno Bruto) de dois anos antes.

O reajuste decretado por Bolsonaro representa um aumento de 4,6% em relação ao valor anterior, de R$ 954 – o mais baixo desde o Plano Real, em 1994. O crescimento só fica à frente do determinado por Temer, em 2018, de 1,81%. Os dados são do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

O reajuste é válido a partir de hoje.

Confira o percentual do reajuste do salário mínimo desde o Plano Real:

1995 – 31,81%
1996 – 20%
1997 – 8,64%
1998 – 7,96%
1999 – 5,79%
2000 – 9,89%
2001 – 17,32%
2002 – 12,88%
2003 – 17,95%
2004 – 10,14%
2005 – 13,16%
2006 – 17,73%
2007 – 10,37%
2008 – 9,84%
2009 – 12,63%
2010 – 10,61%
2011 – 6,7%
2012 – 14,3%
2013 – 9%
2014 – 6,78%
2015 – 8,84%
2016 – 11,68%
2017 – 6,48%
2018 – 1,81%
2019 – 4,61%

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV