Suzano

Pai de sobrevivente de massacre em Suzano morre baleado antes de levar filha ao psicólogo

Foto: Reprodução

O segurança Maurício Martins dos Santos, de 38 anos, morreu em uma tentativa de assalto no Shopping Metrô Itaquera, em São Paulo (SP), na última sexta-feira (15). Ele era pai de uma jovem sobrevivente do massacre de Suzano e havia saído mais cedo para levar a filha ao psicólogo antes de ser surpreendido. Os autores foram presos.

De acordo com a Polícia Militar (PM), três homens abordaram o segurança, por volta das 17h30, no estacionamento do shopping. Eles exigiram que a vítima entregasse a motocicleta e arma, que foi usada para matá-lo. Os suspeitos fugiram para uma favela próxima ao local.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e chegou a socorrer o segurança, que acabou morrendo no hospital.

O shopping enviou uma nota de apoio aos familiares e afirma que está ajudando nas investigações. “O Shopping Metrô informa que prestou todo atendimento de primeiros socorros e encaminhou a vítima ao hospital mais próximo, vindo posteriormente a falecer. O shopping transmite sua solidariedade aos familiares do prestador de serviço. O Itaquera reitera que colabora com as autoridades locais e que funciona normalmente”.

Os autores foram identificados como Gustavo Santos da Silva, de 22 anos, Marcos Henrique Nakamura, de 24, e Wesley Lima, de 20. De acordo com a Polícia Civil, eles foram flagrados por câmeras de segurança do local. O caso é investigado pelo 65º Distrito Policial, no bairro Artur Alvim, região Leste da capital.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV