Diárias Indevidas

Vereadores são investigados por esquema de diárias indevidas no Sul de Minas

Foto: Reprodução/Câmara Elói Mendes

Na manhã desta quinta-feira (02), o Ministério Público cumpriu mandados de busca e apreensão e sequestro de bens contra oito vereadores de Elói Mendes, no Sul de Minas. Segundo as investigações do MP, eles são suspeitos de receberem diárias indevidas. Foram apurados 148 crimes de peculato, prática que caracteriza desvio de dinheiro público.

A operação “Ubiquidade” começou a investigação em fevereiro de 2018. Conforme o MP, os vereadores teriam recebido diárias indevidas, de viagens que não foram realizadas. Sendo no período investigado, entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de outubro de 2018.

O valor do dano aos cofres da Câmara Municipal, segundo o MP, passou de R$ 220 mil.

Agora, os oito vereadores serão afastados dos cargos e impedidos de assumir funções públicas. Com os mandados judiciais, foram apreendidos dinheiro, veículos e imóveis.

Os nomes dos vereadores envolvidos não foram divulgados pelo Ministério Público. A operação foi realizada pelo MP, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Elói Mendes, e teve apoio da Coordenadoria Regional de Defesa do Patrimônio Público do Sudoeste de Lavras. Também participaram o Gaeco de Varginha, a Polícia Militar e a Polícia Civil.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV