Promessa

Zema não repassa dinheiro a Brumadinho e descumpre promessa feita após tragédia

Foto: Reprodução

O prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo (PV), afirmou nesta terça-feira (14), em entrevista ao BHAZ, que o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), descumpriu a promessa feita para ajudar a economia da cidade após a tragédia no município.

Em entrevista coletiva concedida no dia 2 de fevereiro, em Brumadinho, o governador garantiu que adiantaria as parcelas de impostos à cidade. “Pelo porte da cidade será coisa aí da ordem de R$ 10 a R$ 15 milhões que estejam atrasados”, disse Zema na época. Contudo o dinheiro não chegou aos cofres do município.

egundo o prefeito de Brumadinho, ele tem cobrado o governador, mas, sem resposta. “É muito triste. O governador disse que Brumadinho era um caso excepcional, mas não pagou. Eu o procurei duas vezes e, depois disso, ele alega que o Estado está apertado. Eu respeito o governador, mas se assumiu, tem que pagar”, afirma Avimar.

O prefeito ainda diz que se reuniu com Zema na semana passada para cobrar o valor e foi informado de que o governador estudaria a possibilidade, mas também sem retorno. “Estamos implorando, precisamos do dinheiro, precisamos dos recursos que eles prometeram. Estamos em situação delicada, em débito com terceirizados e dívida com fornecedores. Mas, acredito que ele vai ser sensível a essa situação, não é possível que ele vai fazer isso com a gente”, diz.

Volta da Vale

Além das cobranças ao Governo, o prefeito disse que é favorável que a Vale volte a operar no município, mesmo após a tragédia. “Nós precisamos muito da mineradora. Atualmente, a Vale representa 80% dos royalties do minério recebido pelo município. Não vamos conseguir diversificar a economia da noite para o dia”, afirma.

Atualmente, mesmo sem operar, a Vale firmou um acordo com o município, onde se propôs a continuar pagando os impostos, mesmo com a operação paralisada.

“Eu acho que, no momento, até a gente estruturar, até ter outros meios de arrecadação, a Vale vai ter que voltar. Nos próximos dois anos, o município vai levando, mas, depois disso temos medo de faltar coisas básicas para o município sobreviver. Somos contra operação através de barragem, se voltar, tem que ser operação a seco”, pontuou.

Governo de Minas

O BHAZ procurou o Governo de Minas para que o executivo respondesse sobre o descumprimento da promessa de Zema ao município de Brumadinho. Contudo, até o fechamento desta matéria, não obtivemos retorno. Caso o Governo se posicione, a matéria será atualizada.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV