Desentendimento

Homem é morto por vizinho depois de tentar obrigá-lo a beber pinga

Foto: Reprodução

Um homem de 30 anos foi morto na madrugada desse domingo (19), na zona rural de Campos Gerais, região Sul de Minas. O vizinho dele, um homem de 52 anos, confessou a autoria do crime e contou à polícia que atacou o colega com uma barra de ferro depois que ele tentou obrigá-lo a beber pinga. 

O corpo da vítima foi descoberto quando o dono do sítio onde ele trabalha voltou para casa após passar a noite fora. Ao abrir o portão, o proprietário encontrou seu funcionário caído ao chão com uma grande poça de sangue ao redor da cabeça. Aterrorizado, ele chamou a polícia e o perito responsável constatou que o rapaz de 30 anos havia sofrido um corte profundo no rosto e uma perfuração no pescoço, sendo essas lesões as causas da morte.

Dada a suspeita de invasão, o dono da casa chegou a verificar seus bens e constatou que nada havia desaparecido, descartando a possibilidade de latrocínio. O único indício de anormalidade na casa eram copos e garrafas de cachaça espalhados na mesa. 

Durante as averiguações, os militares foram até a casa do único vizinho que vive próximo ao imóvel. Lá, conversaram com o homem de 52 anos que, muito nervoso, caiu em contradição sobre o que poderia ter acontecido com o colega e acabou confessando o crime. 

O autor contou aos militares que a vítima o teria chamado para beber cachaça, um costume entre os dois. Segundo ele, depois de algumas doses, a vítima começou a agarrá-lo para forçá-lo a beber mais copos de pinga. Os dois entraram em conflito e, nesse momento, o vizinho conta que viu uma barra de ferro e golpeou a cabeça da vítima que caiu morta no chão. 

O responsável pelo crime foi preso em flagrante e conduzido para Alfenas onde acontece o plantão no final de semana. De acordo com a PM, a vítima tinha uma passagem por furto, enquanto o autor nunca teve qualquer registro na Justiça. 

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV