Surdolimpíadas

Michelle Bolsonaro anuncia nova sede da CBDS e se emociona na abertura das Surdolimpíadas

Foto: Reprodução

A cerimônia de abertura da 2ª Surdolimpíada do Brasil, na cidade de Pará de Minas, no Centro-Oeste de Minas Gerais foi realizada nesta sexta-feira. A cerimônia contou com a presença da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esposa do presidente Jair Bolsonaro. Além de saudar os mais de 300 atletas que disputarão a competição entre sexta-feira e domingo, Michelle anunciou a CBDS (Confederação Brasileira de Desportos de Surdos) terá uma nova sede em Brasília.

Segundo a primeira-dama, acompanhada pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra, o acordo foi feito junto à Caixa Econômica Federal, através do presidente Pedro Duarte Guimarães.

 

– É com muita alegria que conseguimos um lugar, uma sede para a CBDS por meio do presidente da Caixa Econômica Federal, que se comprometeu com as obras do espaço. A sede será na Escola Bilíngue, na 912, Asa Sul, em Brasília. Acreditamos que esta sede auxiliará no desenvolvimento do esporte entre os surdos – disse.

 

Antes disso, Michelle Bolsonaro, que discursou em libras, reiterou a felicidade por fazer parte da abertura da segunda edição dos jogos, e destacou estar certa de que muitas coisas estão sendo feitas para a comunidade surda no Brasil. Emocionada, ela exaltou a superação dos atletas no dia a dia para encontrarem no esporte uma ferramenta de inserção social.

– Olhando para vocês, surdo-atletas, prontos para uma série de competições eu fiquei imaginando o que vocês passaram no passado, tantas dificuldades e barreiras, e me coloco nos seus lugares e me emociono. Sei que as dificuldades são muitas e por este motivo estou aqui para me comprometer com a comunidade surda. Tenho me esforçado para incentivar vocês também na comunidade esportiva. (...) Aos surdo-atletas eu desejo que continuem se superando em suas áreas esportivas e que sejam um modelo positivo para nossa nação. Que Deus abençoe a todos – finalizou.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, também discursou, enaltecendo o Governo Federal, que segundo ele “permite agir como nunca se agiu na área social”. Ele também destacou a participação da primeira-dama na busca por melhores condições para a comunidade surda e outras pessoas com deficiência física ou intelectual.

- Vamos trabalhar para que cada vez pessoas possam participar das Surdolimpíadas e vamos fazer uma linha especial da Bolsa Atleta para os surdos. Vocês precisarão estar em um ranking, mas terão acesso. (...) Estamos assumindo um compromisso. Vocês estão vendo nascer uma nova era de atenção aos surdos do Brasil – disse.

Aproximadamente 300 atletas de todo o país vão participar dos jogos em 11 modalidades. Eles vão se enfrentar no atletismo, badminton, basquete, futebol de campo, handebol, tênis de mesa, natação, judô, caratê, vôlei e xadrez (veja a programação completa). O evento foi realizado pela primeira vez em 2002, em Passo Fundo (RS).

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV