Pão de Queijo

Tradicional pão de queijo da Serra da Canastra é levado para outros estados do país

Foto: Reprodução/TV TEM

Citar com precisão quando o pão de queijo foi inventado é algo impossível, segundo o historiador e professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), José Newton Coelho Meneses. Contudo, registros históricos sugerem que o tradicional quitute mineiro tenha sido criado em meados do século XVIII, em regiões onde o consumo do queijo é muito comum.

Além do historiador, o G1 também conversou com o produtor de pães de queijo da região da Serra da Canastra, em São Roque de Minas, Paulo Márcio Soares. Em um mês ele vende, em média, 2,4 toneladas do produto para outros estados do país e mostrou a tradicional receita do alimento que aprendeu com a mãe.

De acordo com o professor José Newton, a identidade do pão de queijo em Minas Gerais é tão grande que, mesmo não sendo propriamente um pão, ele é nomeado como um.

“Pão é aquele produto a base de fermentação de cereais e o pão de queijo não passa pelo processo de fermentação. Portanto, ele não é, tecnicamente, um pão, mas a força simbólica do pão é tão forte na cultura ocidental que o pão de queijo, é nomeado com a força simbólica de pão. Isso é o mais importante sobre o ponto de vista do valor cultural desse alimento e da qualidade como mineiro”, contou.

Primeiros registros

Conforme o historiador, é impossível precisar quem inventou o pão de queijo e o ano em que isto ocorreu. Porém, os primeiros registros que remetem à tradição do alimento foram feitos em narrativas escritas no século XIX.

 

“Os primeiros registros são de narrativas do século XIX, mas, como remetem à tradição, acreditamos que a tradição vem de mais tempo. A probabilidade é que a origem seja no século XVIII. Não temos o registro do pão de queijo com esse nome, mas temos registros do plantio da mandioca, da farinha de mandioca e de polvilho substituindo o trigo da tradição portuguesa. Então a gente deduz, a partir dessas evidências, que a origem está no século XVIII”, revelou.

 

As narrativas citadas pelo professor foram feitas por estrangeiros que estiveram em Minas Gerais no século XIX e relataram o consumo da mandioca em regiões onde o costume do queijo é muito comum, como a região da Serra da Canastra. Portanto, a possibilidade aceita pelos historiadores é que o alimento possa ter surgido nestas regiões.

 

“As regiões de Minas onde o consumo de mandioca era mais comum, pelas narrativas, especialmente de viajantes estrangeiros que tiveram no início do século XIX em Minas Gerais, [coincidem] onde o costume do queijo é muito comum desde o século XVIII, em regiões mais a oeste, norte e noroeste do estado”, disse.

 

E o amor dos estrangeiros pelo alimento parece ter crescido com o passar dos anos. Isso porque, de acordo com dados disponibilizados em 2018 pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o pão de queijo foi responsável por US$ 19,6 milhões em exportações em 2017.

Tradição ensinada por gerações

O produtor rural Paulo Márcio Soares, natural de São Roque de Minas, produz pães de queijo com queijos típicos da região da Serra da Canastra há 18 meses. Porém, aprendeu a receita ainda novo, com a mãe, que, por sua vez, aprendeu com os avós de “Popô”, como é conhecido o produtor.

 

“A origem vem da matriarca da família, dona Luzia, minha mãe. Ela aprendeu a receita na cozinha da fazenda dos meus avós, aqui na região de São Roque de Minas, onde ela cresceu comendo e modelando pães de queijo”, relembrou.

 

E a receita da dona Luzia fez sucesso. Atualmente, Paulo produz, em média, 80 kg de pães de queijo por dia. Em um mês, vende, em média, 2,4 toneladas do alimento – tanto para outras regiões de Minas Gerais, como para outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Receita

Para fazer o tradicional pão de queijo mineiro, são necessários os seguintes ingredientes mineiros:

 

  • 1 kg polvilho;
  • 1 copo americano de água;
  • 1 copo americano de óleo;
  • 1 prato de queijo ralado;
  • 5 ou 6 ovos;
  • Leite ou água para amolecer a massa;
  • Manteiga para untar.

 

Modo de preparo

Ferva o óleo e a água. Em seguida, escalde o polvilho. Após ter feito isso, acrescente os ovos e mexa a massa. Acrescente, aos poucos, o queijo ralado e continue mexendo na massa. Depois, utilize a água ou o leite para amolecer a massa até que ela fique em ponto para enrolar.

Feito isso, unte as mãos com manteiga e faça bolinhas com a massa. Depois, disponha os pães em um tabuleiro untado com manteiga e coloque para assar.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV