Tentativa de Assalto

Três assaltantes morrem após troca de tiros com a PM em MG

Foto: Reprodução

Um assalto ocorrido na tarde desta quinta-feira (19), na avenida Amazonas, uma das mais movimentadas de Betim, na região metropolitana, terminou com a morte de três bandidos. Ao tentarem fugir, os criminosos foram surpreendidos por policiais militares, e houve uma intensa troca de tiros. Um quarto envolvido no crime, que não foi identificado, conseguiu fugir.

Segundo a Polícia Militar (PM), os homens foram abordados na rua Antônio Augusto Rezende, que fica atrás do estabelecimento, logo após roubarem um quiosque que vende aparelhos celulares dentro da Pernambucanas. Na via, um Fiat Uno os aguardava para ajudar na fuga.

"Estávamos fazendo o patrulhamento aqui, na região, e recebemos a informação de que tinha três bandidos armados dentro de um Uno prata. Distribuímos as equipes pela região, e em determinado momento um das nossas viaturas se deparou com os suspeitos. Fizemos a abordagem policial, os indivíduos confrontaram e foram alvejados", contou o tenente Leandro Lemos, do 2º Batalhão de Policiamento Especial de Contagem.

O policial disse que só após a ação os militares receberam  informações mais detalhadas sobre o roubo. "Eles renderam com arma de fogo as duas funcionárias e o gerente de telefonia e exigiram que fosse entregues todos os aparelhos, aproximadamente 20", disse.

Uma funcionária do quiosque, que pediu para não ser identificada, contou que os criminosos chegaram com arma em punho, apontaram para a colega dela e anunciaram o assalto. "Eles levaram cerca de 30 celulares da loja e dois aparelhos das funcionárias. Pegaram os celulares mais caros, avaliados em mais de R$ 1.000", disse a funcionária.

Os bandidos foram socorridos pelos próprios militares e levados para o Hospital Regional de Betim. Porém, conforme informações da sala de imprensa da PM, morreram logo após dar entrada na unidade hospitalar.

Com os indivíduos, foram apreendidas três armas: uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38 e um 32.

Repressão

O tenente Leandro Lemos deu detalhes de como está sendo feito o combate aos crimes de roubo e furto em Betim. "A ação da PM é conforme a necessidade do caso. A gente se depara com o bandido fortemente armado, com pessoas que não vieram para brincar. Uma ação incisiva da PM, como foi o caso, foi proporcional à ação deles", relatou.

"A polícia age com a legitimidade e sempre pensando no cidadão de bem. Então, a gente acha que foi uma ação boa, elogiada tanto pelos moradores quanto pelos funcionários que foram rendidos. A gente espera que a PM responda à sociedade à altura", completou.

 

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV