mecânica

SUSPENSÃO REBAIXADA

mecânica
Foto: Tapiraimgtv

SUSPENSÃO REBAIXADA:
POR QUE NÃO FAZER?

Muitas pessoas acabam recorrendo ao tradicional "rebaixamento de suspensão" para
deixar o carro com uma aparência mais esportiva. Independente do gosto de cada um,
esta prática nunca deve ser feita, por vários motivos técnicos e legais.
REBAIXAR NÃO É LEGAL
Para começar, rebaixar o carro cria um problema legal, que pode dar multa ou até mesmo
apreensão do veículo pelas autoridades de trânsito, já que é considerada como alteração
das características originais do veículo.
OS PROBLEMAS
Com o rebaixamento da suspensão, a flexibilidade da mola ou feixe fica bem reduzida,
diminuindo bastante o conforto e a maciez ao rodar. O carro fica pulando feito um cabrito!
O curso de trabalho (ação) dos amortecedores diminui, encurtando a vida útil desses
importantes componentes de segurança, bem como das molas.
Todo o conjunto de suspensão e transmissão do veículo começa a trabalhar forçado e
desgastar-se mais rápido, por causa das mudanças na cambagem não previstas no
projeto do carro. Muitas vezes, este esforço extra acaba resultando em quebra das juntas
homocinéticas, tanto as fixas quanto as deslizantes.
PARA PIORAR, OS BURACOS
Isso sem falar da péssima situação das nossas ruas e estradas, com muitos buracos e
lombadas. Se não é confortável passar por um lugar assim com o carro na altura correta,
imagine rebaixado.
Com isso tudo, também há grandes possibilidades de aparecerem trincas ou rachaduras
no monobloco, principalmente nas áreas próximas das torres dos amortecedores.
Portanto, rebaixar a suspensão do carro é uma "fria", que pode dar muita dor de cabeça,
além de prejuízo no bolso.

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV