Brasil

Vídeo mostra PMs atirando em mulher que estava na rua com o namorado

Foto: Reprodução

Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra dois policiais atirando contra uma mulher que estava sentada em um banco com o namorado dela, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, na sexta-feira (17). As imagens contrapõem a versão que consta no boletim de ocorrência.

Segundo o documento, Ezio Sousa Dias e Webert Batista Ribeiro, ambos de 30 anos, se envolveram em uma confusão em um bar e efetuaram disparos, atingindo Elizangela Moraes, que estava do lado de fora do estabelecimento.

No vídeo, os dois policiais aparecem virando a esquina de uma rua e, ao passar pelo casal que está sentado em um banco público, apontam as armas para as vítimas. Um deles volta e agride a mulher. Nisso, o outro também retorna e atira contra a vítima, que cai no chão.

O namorado pede ajuda e outras pessoas se aproximam.

Continua após a publicidade

A mulher atingida pelos disparos foi socorrida e levada ao Hospital Regional de Socorro, onde permanece internada. Ela está com uma bala alojada no pescoço e deve passar por cirurgia.

Eles foram presos horas depois do crime. Um deles foi preso na casa da mãe e outro no alojamento do 12º Batalhão da Polícia Militar.

Continua após a publicidade

O conduta deles é apurada pela Corregedoria da Polícia Militar.

A PM informou que vão ser instaurados dois procedimentos para apurar o caso. Veja a nota na íntegra:

A Corregedoria Geral da Polícia Militar informa que embasados das novas informações levantadas e das imagens que chegaram ao conhecimento da PM deverão ser instaurados dois procedimentos relacionados à ocorrência registrada em Sorriso (420 km de Cuiabá) na noite de sexta-feira (17.01), envolvendo dois soldados, na qual um homem foi agredido e uma mulher ferida a tiros na cabeça.

Continua após a publicidade

Diante da gravidade dos fatos, os procedimentos a serem instaurados deverão ser de natureza demissória fins avaliarem a permanência de ambos nas fileiras da Instituição.

A Corregedoria reforça que a prisão em flagrante dos dois soldados assim como apreensão da arma usada foram efetuadas pela Polícia Militar em ação coordenada pelo comandante da unidade local, assim como a entrega deles na Delegacia de Polícia Civil para que pudessem ser autuados em flagrante delito de crime comum. Os dois policiais estavam em horário de folga, não no exercício da atividade policial.

 

Continua após a publicidade
Compartilhe
Tags:
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros