Minas Gerais

Mulher fica sob mira de faca e é obrigada a realizar aborto em MG

Foto: Ilustrativa

A Polícia Civil deverá investigar o caso de uma mulher de 27 anos obrigada pelo ex-companheiro a realizar um aborto em Belo Horizonte. Além de ameaçá-la de morte, o homem a trancou dentro da própria casa, no bairro Ouro Preto, região da Pampulha, e a fez tomar comprimidos abortivos. O bebê, segundo as autoridades, era fruto de outro relacionamento da vítima.

De acordo com a PM (Polícia Militar), o suspeito manteve a mulher em cárcere privado entre a sexta-feira (3) e sábado (4). Quando ela sofreu uma hemorragia, o homem deixou o local e não foi mais visto.

A mulher, por sua vez, foi levada para a maternidade Odele Valadares, na região Oeste da capital. Depois de receber atendimento médico, ela contou que o bebê era de outro relacionamento e que o ex não aceitava a gravidez. Na versão apresentada, ela e o homem teriam discutido algumas vezes e se separado na semana passada. Na sexta-feira, no entanto, ele combinou de ir à casa dela para buscar pertences. Foi então que, usando uma faca contra o pescoço dela, a obrigou a tomar dois comprimidos abortivos.

Ainda segundo a vítima, o ex também introduziu outros dois comprimidos na vagina dela e fugiu quando notou que ela sangrava bastante. O homem ainda teria enrolado o feto em uma roupa de cama antes de deixar o local. A suspeita é de que ele tenha jogado o bebê fora.

Não há, até o momento, informações a respeito do estado de saúde da mulher, nem em que ponto estava a gestação dela.

Compartilhe
Tags:
Participe do nosso grupo no whatsapp!
Comentários
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Tapiraímg TV

Parceiros